No segundo dia do Festae o público voltou a aderir às escolhas do festival. Durante o calor do fim-de-tarde Eborense o Teatro Joana regressou à nossa praça e trouxe as figuras retiradas do imaginário de Paula Rego. O Público aderiu em massa ao espectáculo e encheu mais uma vez a praça do giraldo durante este festival, e que assistiram (e aplaudiram) os bichos que pareciam gente, ou talvez as gentes que pareciam bichos. Coelhos grávidos, macacas, cães, galos e hipópotamas, as suas aventuras, as suas histórias, partidas, maldades e segredos, num espectáculo fisico, com uma plástica atractiva, que deixa o espectador agarrado às imagens que Paula Rego imortalizou em desenho e que o Teatro Joana dá corpo nas calçadas da praça do Giraldo.

Durante a noite foi o Teatro do Rio a trazer-nos um espectáculo clássico, o Francês Marivaux escreve “Preconceito Vencido” numa premonição sobre o futuro recente da sociedade francesa com a tomada do poder da burguesia, ao qual o Teatro do Rio adapta para este “Desamores”. O trabalho dos actores e equipa técnica não reflecte o estatuto de amadores deste grupo, o primeiro a apresentar-se no nosso festival.

O Festival regressa no domingo com o Gato S.A. e o espectáculo “Retrato Inacabado” pelas 22h.