Enquanto há força
No braço que vinga
Que venham ventos
Virar-nos as quilhas
Seremos muitos
Cantai rapazes
Dançai raparigas
E vós altivas
Cantai também

"Enquanto há força" de José Afonso

Lembrar José Afonso é cantá-lo. Músico e homem de inúmeras qualidades, José Afonso cantou os seus amores, mas também o seu país,  as suas terras, as suas gentes, sempre na resistência e na luta pela liberdade,inconformado com as injustiças e sempre na busca de uma sociedade nova.

José Afonso era um filho da madrugada, do fado de Coimbra à musica de resistência, era dono de um talento musical enorme e de uma humildade sem comparação. No próximo sábado, dia 10 pelas 22h, vamos recordar o Zeca com os Musica Di Giorgio que trazem o seu espectáculo “JazZeca” até à Joaquim António D’aguiar. Vem, e traz um amigo também.