Distribuição:
A Noiva Patrícia Pereira
O Noivo Pedro Branco
Mãe do Noivo Paula Vidigal
O Pai da Noiva Jorge Lourido
O Senhor Rodrigo Pinto
A Mulher do Senhor Cláudia Bilou
O Amigo do Noivo Duarte Guerreiro
A Irmã da Noiva Joana Viana
O Jovem vizinho Marco Silva
Um fotógrafo e mestres de cerimónias João Barreiros, Vanda Rebelo e Bruno Mocho.

Sinopse
A noiva que mal consegue disfarçar a gravidez e o noivo, orgulhoso de ter construído, sozinho, toda a mobília, celebram em família o seu casamento. A boda desenrola-se segundo  regras postiças de um cerimonial padrão, que impõe um tratamento semelhante a todos os casamentos, indistintamente da origem e vontade própria de quem os celebra. O modelo vigente é o da alta burguesia, à qual os noivos não pertencem, mas a que anseiam, pelo menos uma vez na vida, ascender. O jogo do faz de conta, alimentado anos à fio por sonhos e revistas cor de rosa, tem então lugar. Depois da igreja, a boda – a feira da vaidade – onde o vinho e a crueldade, embriagantes, aceleram o desagregar das relações e as despedaçam, como aos moveis, feitos e desfeitos, como os sonhos. A celestial felicidade, foi sol de pouca dura, ficando a nu a verdadeira motivação e estatura das personagens, as quais constatando que não correspondem à imagem que queriam que os outros tivessem sobre si, extravasam o papel de membros de família ou de amigos bem comportados, que fingem amar – se, para sordidamente, darem largas à maldade e ao ódio que lhes mitigue a solidão. Do idílico sonho, de dois seres que se amam, apenas ficam os restos das flores no altar, dos moveis e do vinho nos copos.

Ficha Técnica:
Encenação e dispositivo cénico – João Bilou
Desenho de luz e Direcção de montagem – Pedro Bilou
Banda sonora e operação de luz e som – Fernando Dias
Construção de cenários e adereços – António Canelas
Cartaz e programa – Pedro Palma

Condições Técnicas


Advertisements